O que é a zeaxantina

O que é a Passiflora

O que é a Passiflora

A passiflora é recomendada para vários problemas de saúde, incluindo insónias. Já conhece esta planta medicinal? Venha conhecê-la com o 1001 Dietas.

1. Para que serve a passiflora?

Passiflora é o nome dado à flor do maracujá, sendo esta uma planta com propriedades medicinais e que serve, fundamentalmente, para melhorar o sistema nervoso, evitando situações como o stress e a depressão. Esta melhora ainda a saúde cardiovascular.

2. Como funciona a passiflora?

A ação da passiflora no organismo humano prende-se com o estímulo da produção hormonal de serotonina e também pelas suas propriedades calmantes e sedativas. Além disto, o seu índice de alcaloides e de saparinas (dois flavonóides) é também responsável pela sua ação sobre o sistema nervoso.

3. Benefícios da passiflora para a saúde

Existem vários benefícios na introdução da passiflora na rotina humana. Entre estes, encontram-se os seguintes:

– Melhoria do sistema respiratório;
– Redução da pressão arterial;
– Prevenção de doenças cardiovasculares;
– Melhoria global do sistema nervoso;
– Controlo da produção hormonal (nomeadamente de serotonina);
– Promoção de uma sensação de bem-estar;
– Ação calmante e sedativa;
– Melhoria do sono e combate à insónia;
– Alívio do stress e ansiedade;
– Prevenção e melhoria de depressões.

4. Efeitos da falta de passiflora no organismo

Não existem efeitos associados à carência de passiflora. Ainda assim, o seu consumo pode ser muito benéfico para o organismo.

5. Dose diária recomendada de passiflora

A dosagem recomendada de passiflora é, mediante o seu extrato seco, entre 6,4 mg e 19,2 mg por dia. A dosagem pode variar consoante a forma como esta é consumida.

6. Sobredosagem da passiflora e seus efeitos no organismo

Quando existe uma sobredosagem de passiflora, esta pode causar efeitos desagradáveis no organismo humano, tais como sonolência ou sedação prolongada e distúrbios do foro visual.

7. Fontes naturais de passiflora

A passiflora é, em si, uma planta consumível. Esta pode ser integrada na rotina mediante o seu xarope, os comprimidos/cápsulas ou a sua infusão (chá).

Conheça também os benefícios do consumo de valeriana.

10

Sem Comentários

Escreva um comentário