o que é o glúten

Sem glúten, afinal o que é o glúten

Muitas pessoas levam a cabo uma dieta sem glúten. Mas afinal, o que é o glúten e porque razão é que tantas pessoas removem este elemento da sua alimentação? Se também tem esta curiosidade e quer saber o que é o glúten, venha descobrir com o 1001 Dietas.

Uma dieta sem glúten é uma dieta necessária e clinicamente recomendada a algumas pessoas. Ainda assim, na atualidade, a revolução fit fez com que muitas pessoas optassem, por si mesmas, por aderir a uma dieta sem glúten.

Embora integre as dietas da moda, tal como outras dietas restritivas, como é o caso da dieta japonesa, esta poderá não ser a opção mais saudável para si e poderá não dar a melhor resposta às necessidades do seu organismo.

Na verdade, os efeitos do glúten, os riscos do seu consumo e a intolerância a este elemento têm feito parte dos estudos atuais sobre saúde, visando compreender, afinal, quais os benefícios efetivos de uma dieta “glúten free”.

Antes de compreendermos as vantagens e desvantagens de retirar o glúten da dieta, no entanto, existe uma pergunta que precisamos de fazer: Afinal, o que é o glúten? E por que razões é que este composto foi considerado um inimigo da dieta?

Fomos à descoberta e queremos levá-lo connosco. Se está interessado em saber o que é o glúten, este artigo foi feito a pensar em si!

1. O que é o glúten?

O glúten é um composto presente em muitos alimentos, tratando-se de uma proteína formada por gliadina e glutenina. O seu nome deriva do latim e significa cola, o que destaca a sua caraterística viscosa.

Esta proteína tem lugar no embrião de variados grãos e sementes e destaca-se pela sua capacidade de absorção de água e pela forma como confere propriedades de panificação à farinha, devido à sua viscosidade.

Algumas pessoas são intolerantes a esta proteína e outras, mesmo não o sendo, por consumo excessivo promovem a redução na produção de serotonina, o que pode gerar quadros depressivos e psoríase.

Em que alimentos encontramos o glúten?

O glúten está presente, principalmente em cereais e em alimentos produzidos através destes ou que os contenham na sua composição. Entre os alimentos que contêm glúten encontramos:

– Centeio;
– Trigo;
– Cevada;
– Aveia;
– Derivados destes cereais.

2. Em que consiste uma dieta sem glúten?

A dieta sem glúten consiste numa dieta em que esta proteína é totalmente removida do cardápio.

A dieta sem glúten tem vindo a ser feita por muitas pessoas, havendo a ideia (algo generalizada) de que o corte com esta substância previne ou ajuda a tratar a obesidade, levando à perda de peso.

Embora os alimentos que contêm glúten sejam, fundamentalmente, hidratos de carbono, e o corte com estes últimos possa, de facto, ajudar a perder peso, os especialistas de saúde alertam para o facto de que uma dieta “glúten free” (isto é, livre de glúten) deve apenas ser feita por celíacos, devido à intolerância perante este composto.

O glúten e a doença celíaca

Entre as patologias que causam intolerância ao glúten, a principal é uma patologia crónica, do foro intestinal, conhecida como doença celíaca. Pessoas com esta doença contam com um intestino delgado proximal onde uma mucosa sofre alterações promovendo uma má absorção.

O consumo de determinados alimentos – em especial os que contêm gliadina, um dos compostos do glúten – torna-se tóxico para estas pessoas, desenvolvendo-se uma efetiva intolerância ao glúten, que as obriga a remover por completo o glúten da sua alimentação.

Quando o glúten é ingerido por uma pessoa come esta doença, sintomas como falta de apetite, dores de barriga, fezes espumosas e com mau odor, irritabilidade e vómito podem surgir; sendo ainda comum que se manifeste uma deficiência nutricional.

Podemos confiar nos produtos do supermercado que dizem “sem glúten”?

Os alimentos rotulados como sem glúten por norma estão isentos desta proteína.

Ainda assim, é necessário considerar que, por estratégias de marketing, alguns alimentos com a rotulagem de “glúten free” já não teriam glúten à partida, sendo esta uma forma de promoverem, apenas, uma das caraterísticas base do produto, cobrando preços mais elevados pelo mesmo.

3. Quais os benefícios de uma dieta sem glúten?

Os benefícios de uma dieta sem glúten são, fundamentalmente, aqueles sentidos pelas pessoas que lhe são intolerantes. Estudos revelaram que doentes celíacos têm uma melhoria significativa na sua qualidade de vida mediante a remoção deste composto das suas rotinas alimentares. Esta melhoria expressava-se com a melhoria dos sintomas gastrointestinais.

Ainda assim, pessoas que não tenham qualquer tipo de intolerância a esta proteína não encontrarão vantagens na eliminação do glúten das suas dietas.

Na verdade, os grãos integrais que esta integra podem ser aliados de quem procura fazer dieta e emagrecer, já que contribuem para uma alimentação mais equilibrada e saudável, tendo vários benefícios nutricionais.

4. Quais os riscos de remover o glúten da alimentação?

Embora as dietas sem glúten tenham ganho muitos adeptos, os estudos realizados têm vindo a demonstrar que este corte pode, na verdade, ser nocivo para quem não é intolerante à proteína.

Um estudo americano da Universidade de Harvard concluiu que as pessoas que eliminam esta proteína da sua alimentação têm maior probabilidade de desenvolver diabetes do tipo 2.

Além disso, o corte com o glúten sem que exista intolerância parece preocupar os especialistas de saúde, que consideram que esta é uma forma de alimentação que pode promover o défice nutricional.

Alguma vez tinha tido a curiosidade de saber o que é o glúten? Experimentaria uma dieta sem glúten?

Explique aos restantes leitores do 1001 Dietas qual a dieta que realiza e que vantagens encontra na remoção do glúten da sua alimentação.

Algumas fontes: celiac  glutenfreedietitian publico  healthline livescience  veja.abril  significados

5

Sem Comentários

Escreva um comentário