in

Dietética chinesa, é adequada a si?

Dietética chinesa

Na sua pesquisa em busca das 1001 dietas ideais para a conquista do corpo que tanto deseja, provavelmente já se terá cruzado com a dietética chinesa.

Saiba o que é este tipo de dietética e se esta se adequa a si.

A medicina oriental tem vindo a ganhar cada vez mais adeptos entre os ocidentais… e existe uma razão para que assim seja.

No caso da dietética chinesa – integrada neste tipo de medicina – esta apresenta-se como uma forma de terapia, muito ancorada nos chamados 5 movimentos.

Assim, fogo, terra, água, madeira e metal surgem como elementos que se fazem corresponder a determinados órgãos do corpo e a sabores alimentares.

Com base nesta correspondência entre sabores, elementos e partes do corpo humano, este tipo de dietética chinesa permite, por isso, através da reeducação alimentar, garantir o equilíbrio saudável através de uma escolha adequada de alimentos, que promovam o bem-estar e o tratamento de determinadas funções corporais.

Servindo, desta forma, os interesses da pessoa que faz a dieta chinesa, esta irá ajudar a promover hábitos mais saudáveis e especialmente dirigidos às zonas ou órgãos do corpo que mais necessitam.

Uma vez que não é, ainda, uma forma de dietética muito explorada, decidimos debruçar-nos sobre a questão para o ajudarmos a conhecer melhor os seus métodos e a saber se esta opção se adequa a si.

dietetica chinesa

1. Os alimentos na dietética chinesa

Segundo a dietética chinesa, os alimentos são o ponto essencial para manter uma saúde estável.

Assim, através da introdução de novos hábitos alimentares, esta forma de dieta garantir que cumpre os seus objetivos, mantendo o corpo apto e saudável.

Sabor, natureza, número de calorias e componentes dos alimentos são, nesta forma de dietética, elementos fulcrais para a determinação de um padrão alimentar que promova uma ação interna direcionada para as necessidades físicas específicas de cada indivíduo.

Como é comum em todas as variantes da medicina oriental, na dietética chinesa a palavra de ordem é, também, o equilíbrio. Fortemente ancorada nas ideias do yin e yang, esta busca, pois, uma interpretação das mensagens corporais, de forma a determinar um padrão alimentar que estimule o bom funcionamento dos órgãos e a resposta positiva do corpo.

2. Iniciando a dietética chinesa

O primeiro passo, ao optar pela dietética chinesa é compreender que o sabor dos alimentos, bem como a sua textura, estão diretamente relacionados com órgãos particulares e agem de uma forma específica sobre os mesmos.

Sabendo o papel de cada ingrediente isolado, levar a cabo uma dieta deste tipo prende-se diretamente com a escolha correta no momento de estabelecer as ligações para garantir que estas contribuem para a harmonia interna do seu corpo.

3. As especificidades das escolhas

Na dietética chinesa, os sabores ligam-se, portanto, a partes do corpo, sendo que, quando ingeridos nas quantidades adequadas, irão promover a saúde desse órgão e, quando insuficientes ou excessivos, irão lesar esse mesmo órgão.

Assim, sabores ácidos relacionar-se-ão com o fígado; sabores amargos com o coração; sabores picantes com os pulmões e sabores salgados com os rins.

Da mesma forma, pelos princípios deste tipo de dietética, os sabores ácidos são moderadores; os amargos são purgativos; os picantes promovem a circulação e dispersão; os salgados são diuréticos e têm capacidades laxantes e os doces ajudam na tonificação e harmonização corporal.

Para que a dieta se enquadre nas diretivas da dietética chinesa é, portanto, necessário promover as melhores escolhas.

Assim, são preferíveis pratos coloridos, variados, onde constem elementos frescos e naturais.

De evitar são os produtos artificiais e que contenham corantes e conservantes.

Alimentos como cereais, tubérculos, raízes, peixes ou mel são valorizados neste tipo de alimentação.

Através destes alimentos, a dietética chinesa promove aquilo que designa por “harmonia alimentar”.

Esta ideia não se ancora, por isso, na ideia do consumo de produtos mais dispendiosos mas, em vez disso, na escolha de produtos que promovam a correta nutrição do corpo, garantindo a energia de que necessita, pela sua variedade e correta ligação.

Desta forma, através do equilíbrio harmónico da energia do corpo, a dietética chinesa pode ajudar a conquistar os objetivos pretendidos, de forma saudável e aprazível.

Já conhecia os princípios da dietética chinesa? Alguma vez pensou recorrer a esta para conquistar os seus objetivos? Diga-nos qual a sua opinião sobre esta temática.

Algumas fontes: imt esmtc  curavegetal  ejaya

Clique em uma estrela para avaliar.

5 / 5. Contador de votos: 1

Escrito por Equipa 1001 dietas

Uma dica sobre dietas por dia, não sabe o bem que lhe fazia!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Suplemento para queimar gordura

Suplemento para queimar gordura, funciona?

Massa engorda ou emagrece

Massa: engorda ou emagrece?