Criatividade e felicidade: dois benefícios da caminhada

Criatividade e felicidade: dois benefícios da caminhada

A agitação da vida nem sempre permite uma rotina de exercício físico. Ainda assim, mesmo uma simples caminhada pode ter um grande impacto na saúde e no bem-estar. Descubra, com o 1001 Dietas, como uma caminhada ajuda a promover a criatividade e a felicidade.

O mundo tem vindo a voltar a sua atenção para as questões do corpo e da saúde. Ancorado, também, num discurso ecológico e de sustentabilidade, existe, pois, uma tendência para encontrarmos formas de exercício ao ar livre e de alimentação natural entre as dietas da moda.

A caminhada sempre foi uma forma de exercício muito aclamada, principalmente porque não implica custos e pode ser realizada, ainda que a pessoa não tenha a disponibilidade para ir até um ginásio.

Claro que muitas pessoas têm questões sobre esta forma de exercício, questionando se podem fazer caminhadas na gravidez ou se a caminhada emagrece.

Os estudiosos da matéria não podiam, por isso, deixar de valorizar o interesse e, como tal, debruçaram-se sobre esta forma de exercício, para descobrir quais os seus benefícios efetivos.

A nível cerebral, o impacto da caminhada parece, segundo as pesquisas, ser maior do que se suponha. Venha saber como a caminhada impulsiona a criatividade e combate a sensação de tristeza e mal-estar.

A relação entre caminhada e o combate à depressão

Em Espanha, o Centro Integral de Neurociências debruçou-se sobre o impacto que a caminhada pode ter no aumento da qualidade de vida.

Segundo os especialistas do centro, hoje em dia, a depressão e a ansiedade são muito comuns. Esta sensação de infelicidade provém, muitas vezes, das rotinas, onde os hábitos – cerebralmente enraizados – levam a uma sensação progressiva de desânimo. Existem várias receitas para combater a depressão mas, segundo estes pesquisadores, uma delas será a caminhada.

Os efeitos positivos da caminhada manifestam-se pela forma como estas parecem abrir espaço a novas perspetivas, aliviando a sensação de espiral causada pela repetição rotineira dos dias. Combatendo a automatização dos processos mentais, a caminhada ajuda a estimular as conexões neuronais e tem uma ação antidepressiva. (1)

Aliado a este processo, encontra-se ainda a maior libertação de endorfinas e cortisol, hormonas que contribuem para que o bem-estar do ser humano.

A caminhada e a criatividade

Com um papel no relaxamento, caminhar pode ainda, segundo os estudos, o estímulo do lobo frontal.

Segundo um estudo da Universidade de Stanford, ao ser estimulada, esta região do cérebro humano promove a criatividade em cerca de 60%. Este resultado foi obtido num estudo que considerou uma amostra de 176 pessoas, demonstrando que, em situações comuns do quotidiano, aquelas que caminhavam tinham uma cognição criativa mais desenvolvida. (2)

A criatividade promovida pela caminhada também pode ser obtida através de outros processos, tais como a meditação.

Costuma fazer caminhadas? conte aos restantes leitores do 1001 Dietas se sente que estas melhoram o seu humor e criatividade.

8

Sem Comentários

Escreva um comentário