Excesso de peso causa hemorróidas externas

Excesso de peso causa hemorróidas externas

Hemorróidas externas e o excesso de peso

O excesso de peso é, sem dúvida, uma situação muito desconfortável. Conviver com a obesidade significa, mais do que ter um problema com a imagem, estar mais propenso a viver problemas de saúde e doenças.

Entre as complicações que podem derivar do excesso de peso estão as hemorróidas externas. Saiba porquê!

Provavelmente, o olhar sobre o espelho ou sobre os ponteiros da balança já o fizeram questionar as formas como o excesso de peso impacta na sua vida.

Da autoestima, passando pelos problemas de saúde e pela dificuldade em realizar atividades físicas do quotidiano, são muitas as queixas de quem convive com a obesidade.

Quem sofre com o excesso de peso tende, por isso, a procurar 1001 dietas, sabendo (ou pelo menos desejando) que a obesidade seja um peso para toda a vida.

Hoje, olhamos para um dos muitos problemas de saúde que pode ser causado ou vir a agravar-se devido ao excesso de peso: as hemorróidas externas.

Perante o peso excessivo, como sabe, este problema venoso poderá complicar-se, tornando-se uma constante diária algo desconfortável e que pode, até, causar dor.

Venha connosco nesta viagem para saber mais sobre as hemorróidas externas e internas e para compreender melhor a forma como a obesidade contribui para o seu aparecimento.

1. O que são as hemorróidas?

Antes de avançarmos para a forma como o excesso de peso pode levar às hemorróidas, torna-se importante explicar o que é, no fundo, este problema de saúde.

As hemorróidas são o resultado de uma inflamação das veias retais e da região anal, que formam varizes.

Estas dizem respeito, portanto, a veias dilatadas nesta região e podem surgir por inúmeras razões, entre as quais se destacam a prisão de ventre, a idade, a gravidez e o peso excessivo.

Estima-se que metade da população mundial desenvolva problemas hemorroidais depois dos 30 anos de idade, não havendo distinção percentual na incidência em homens e mulheres.

É muito importante a consulta de um médico quando suspeita desta doença, uma vez que a sua sintomática se assemelha à do cancro retal, embora não exista qualquer relação entre as duas condições.

Além deste despiste ser fundamental, a consulta de um especialista será a melhor forma de avançar para o tratamento das hemorróidas.

hemorróidas externas e creme para as hemorróidas

2. Hemorróidas externas e internas

Existem dois tipos distintos de hemorróidas: as hemorróidas internas e as hemorróidas externas.

As hemorróidas internas desenvolvem-se no interior do ânus e fazem com que se dê a libertação de sangue durante a evacuação, sem que tal cause, por norma, qualquer dor.

Estas podem, no entanto, ser exteriorizadas durante o processo de evacuação, podendo ocorrer um prolapso completo, que gera uma dor aguda.

As hemorróidas externas, fenómeno de mais fácil identificação, desenvolvem-se perto do ânus, estando revestidas por uma pele fina e altamente sensível.

Quando a esta se associa a formação de coágulos, pode existir uma dor intensa e, num eventual rompimento, é possível que se dê uma hemorragia.

3. Excesso de peso causa hemorróidas?

Agora que sabemos o que é o problema hemorroidal, torna-se importante compreender como é que o excesso de peso pode levar às hemorróidas externas.

Para começar, é necessário considerar que a obesidade se associa, frequentemente a duas causas: a má alimentação e o excesso de sedentarismo.

A alimentação influencia grandemente o aparecimento da hemorróida, uma vez que o consumo de alimentos processados, repletos de sal e açúcar, ou de bebidas alcoólicas leva ao aparecimento de diversos problemas digestivos.

A relação entre estes alimentos com as hemorróidas pode ser explicada pela substituição das fibras alimentares, essenciais para a regulação gastrointestinal, por elementos que, não cumprindo a função destas, levam a condições como a obstipação, tensão nos movimentos intestinais e inflamação das veias do reto e do ânus.

Além disto, o consumo excessivo de alimentos salgados tem ainda uma relação com a hipertensão arterial, o que faz com que as veias retais e anais possam inflamar com maior facilidade.

Além disto, o excesso de peso pode gerar hemorróidas externas já que se dá o aumento da pressão do abdómen sobre a pélvis, favorecimento o aparecimento deste problema devido à pressão sobre as veias anais.

4. Evitar o problema

Para que tal seja evitado, é muito importante que inicie um processo de perda de peso que enquadre uma dieta equilibrada, da qual façam parte as fibras e os restantes nutrientes necessários para manter as boas funções orgânicas.

A atividade física será também essencial, sendo que, além de o ajudar a perder peso, irá aliviar os sintomas da doença hemorroidal.

Garanta que se aconselha junto de um médico no caso de suspeitar de que possa, já, sofrer de hemorróidas externas ou internas.

Sofre de hemorróidas externas? Sente que tem um peso excessivo? Deixe-nos saber qual a sua opinião sobre esta questão.

Algumas fontes: saudecuf  correio24horas   mdsaude  silviogabor  saudedicas

Sem Comentários

Escreva um comentário