Musculação e estrias

Musculação e estrias como evitar e tratar

Por mais antagónico que possa parecer, quem faz musculação sabe que é frequente o aparecimento de estrias em quem pratica a atividade. Saiba como evitar e tratar essa relação entre musculação e estrias.

A musculação puxa os limites do corpo.

Ao aumentar, devido à prática desta atividade, o músculo acaba por puxar a pele além do limite regular, o que faz com que o tecido elástico que a constitui seja posto sob pressão e seja danificado.

As estrias são visíveis no corpo, apresentando-se como erosões cutâneas, que formam linhas de tonalidades inicialmente avermelhadas ou arroxeadas e que, com o tempo, ficam brancas.

O seu tratamento é, por norma, mais simples antes de embranquecerem.

A prevenção e tratamento das estrias é, por norma, possível, não sendo necessário que abandone a sua prática desportiva favorita.

Ainda assim, deve recordar-se de que os limites devem ser medidos e que, para tal, o aconselhamento de um personal trainer poderá ser valioso.

Hoje, entramos no mundo da musculação, para descobrirmos a relação entre musculação e estrias e lhe apresentarmos as melhores formas de prevenção e tratamento desta desagradável situação.

1. Musculação e estrias

Os praticantes de musculação – independentemente de serem homens ou mulheres – não gostam de um dos problemas que advém desta prática: as estrias.

Musculação e estrias andam frequentemente de mãos dadas devido ao ganho de massa muscular e, consequentemente, do volume de algumas regiões corporais.

Quando este aumento de volume se dá num curto espaço temporal, pode ocorrer – se não tiver cuidados preventivos – o aparecimento destas listras indesejadas e dos seus adjacentes problemas estéticos.

No caso da musculação e estrias o melhor será mesmo a prevenção das mesmas, já que o tratamento, embora possível, é mais difícil de conseguir e pode não ser tão eficaz.

Musculação e estrias

2. Como prevenir as estrias

Musculação e estrias não têm de vir em conjunto.

Para evitar que venham, deverá, para começar, evitar levantar pesos máximos, uma vez que, com estes, estará a usar uma grande quantidade de fibras musculares que irão fazer o volume do seu músculo aumentar de uma forma demasiado rápida.

Um ganho muscular gradual irá definir o seu corpo sem fazer com que ganhe as indesejadas estrias. Para conseguir este efeito, procure aumentar gradualmente a quantidade de pesos que levanta.

Um personal trainer poderá ajudá-lo na criação das séries e repetições, consoante a sua estrutura, capacidade e necessidades.

O aquecimento será também muito importante. Opte pelo exercício aeróbico, como corrida, remo ou ciclismo, intercalando-o com a musculação. Isto contribuirá para um ganho muscular progressivo.

A alimentação tem também um papel fundamental neste processo.

Evite comer demasiado e tenha uma regra quanto ao número de calorias ingeridas, garantindo que se adequam às necessidades do seu corpo. Um ganho de peso que acompanhe o ganho muscular pode piorar o aparecimento de estrias.

Por fim, esfoliação e hidratação da pele são fundamentais.

Tanto homens como mulheres que não queiram conciliar musculação e estrias devem esfoliar a pele para garantir a remoção das células mortas e hidratá-la, recorrendo a um creme gordo com elastina, colageno e retinol ou a óleos com vitamina E para adicionarem proteção cutânea e evitarem as estrias.

3. Como tratar as estrias

No caso de já ter estrias persistentes, é muito importante que busque o aconselhamento de um dermatologista, devendo recordar que é mais simples tratar o problema enquanto as estrias não ficam esbranquiçadas.

O uso de cremes hidratantes e a esfoliação são também bons princípios de tratamento para a estria avermelhada.

Já as brancas, serão sempre apenas amenizadas a menos que recorra a procedimentos de tratamento estético como o laser fraccionado, a radiofrequência, a intradermoterapia, a carbociterapia, os infravermelhos ou a luz pulsada com ácido retinoico ou o peeling.

Estes tratamentos exigem o acompanhamento por um profissional da área.

Conhecia a relação entre musculação e estrias? Já teve de lidar com este problema? Conte-nos tudo sobre a sua experiência.

Algumas fontes: belezamasculina  dicasdemusculacao  hipertrofia  dicasdemulher

No Responses

Write a response