Construção muscular: o que a influencia?

Construção muscular: o que a influencia?

A construção muscular é, a par com a perda de gordura e peso, o objetivo de muitas pessoas que treinam. Venha com o 1001 Dietas compreender como o ganho de massa muscular acontece e como vários fatores podem influenciar o processo.

O corpo tonificado é algo que, nos dias de hoje, se considera ideal. A magreza extrema, que marcou alguns padrões de beleza no passado, foi agora substituída pelo conceito de “corpo fit”, onde o expectável (e desejado por muitos) é que se atinja o ideal de um corpo sadio e em forma.

A procura pelas melhores dicas para ganhar massa muscular e perder gordura ou para ganhar massa muscular depois dos 50 anos é muito comum no quotidiano de inúmeras pessoas e, por isso mesmo, alguns estilos de alimentação e de exercício estão a ganhar adeptos.

Algumas atividades do momento, como o crossfit são particularmente aclamadas pela forma como promovem a construção muscular. Além disso, quem frequenta ginásios ou pratica treinos isolados, como os treinos calisténicos defende que, em todo este processo, se ganha também uma memória muscular que facilitará o retorno simplificado a uma boa forma física, caso exista um interregno nos treinos.

Venha compreender quais os principais elementos que condicionam a construção muscular.

Construção muscular: o que a influencia?

O papel da genética na construção muscular

Tal como a genética influencia o peso, esta tem também um papel no que diz respeito à produção de massa muscular nos nossos corpos.

A tendência mais comum é para que os corpos dos nossos pais influenciem os nossos genes, fazendo com que a tendência para ganhar massa muscular seja maior ou menor.

Ainda assim, os especialistas têm vindo a compreender que, apesar da sua componente genética, a aplicação dos melhores métodos para cada pessoa, nomeadamente com planos individualizados criados por nutricionistas ou por um personal trainer podem motivar uma tonificação corporal. (1)

Um dos elementos, muitas vezes também ancorado na genética, que pode afetar o ganho de massa muscular é o metabolismo demasiado acelerado, sendo que pessoas com este tipo de metabolismo podem apresentar maior dificuldade a ganhar massa, tanto gorda quanto magra.

O exercício na construção muscular

Não pode esperar-se que simplesmente o retorno ao exercício faça todo o trabalho, promovendo a construção de massa muscular. (2)

Nem todos os programas de treino produzirão os resultados procurados, sendo necessário que estes exercícios se adaptem às caraterísticas e necessidades de cada pessoa.

Ainda que faça treinos com pesos, muito conceituados pelos seus efeitos no crescimento muscular, será necessário que o faça de forma orientada, para garantir a reparação muscular entre os treinos e permitir a construção muscular efetiva. Além disso, os exercícios multi-musculares, que estão orientados para o trabalho de mais do que um grupo muscular, tendem a promover uma maior libertação de hormonas e geram, por isso, uma maior construção muscular.

A alimentação na construção muscular

A alimentação correta pode ser uma aliada na construção muscular mas o tipo de alimentação para a construção muscular poderá ser distinta daquela a que está habituado.

A opção por comer mais vezes – cerca de 6 refeições diárias – poderá ser uma boa forma de garantir a correta assimilação de nutrientes, fazendo com que a alimentação promova, também, o ganho de massa muscular. O ênfase nas proteínas e garantir a ingestão de uma quantidade de calorias suficiente para as suas necessidades é também um forte motivador no ganho de massa muscular. (3)

Alguma vez se questionou sobre o que influencia a construção muscular? Qual é o seu plano? Conte tudo ao 1001 Dietas.

17

No Responses

Write a response