absorção de proteína pelo nosso organismo

Mastigação: como influencia a absorção de proteína

A mastigação não é, por norma, algo em que pensemos no processo de fazer dieta. Ainda assim, é algo muito importante para garantir que rentabilizamos a ação dos alimentos e seus nutrientes. Venha com o 1001 dietas saber como a mastigação influencia a absorção de proteína.

A procura pelo corpo ideal é algo muito comum no século XXI. Levados pelas dietas da moda e pelas rotinas de exercício físico promovidas por personal trainersaplicações móveis e ginásios; damos por nós a tentar eliminar a gordura localizada e a celulite, num combate à obesidade e na luta pela construção muscular e decorrente tonificação.

A adoção de dietas específicas, muitas das quais enriquecidas em proteína, é algo bastante comum entre os atletas do dia-a-dia, que desejam melhorar os efeitos do exercício no seu corpo.

Ainda que a escolha os melhores alimentos para comer depois do treino, no entanto, é importante que tenha em consideração que existem outros elementos que afetam a forma como o seu corpo irá reagir a esta alimentação.

A mastigação é um bom exemplo de uma atividade que tem um elevado impacto em todo o processo digestivo e na qual raramente pensamos.
Influenciando a forma como os nutrientes dos alimentos são absorvidos pelo nosso organismo e, como tal, o quanto vamos gozar dos seus benefícios, torna-se muito pertinente pensar sobre o ato de mastigar.

Descubra como a mastigação influencia a absorção de proteína pelo nosso organismo e como deve mastigar para a melhorar.

absorção de proteína pelo nosso organismo

A mastigação e o processo digestivo

A mastigação tem sido amplamente estudada, estando comprovado que esta pode – sendo feita da forma correta – melhorar significativamente a digestão e a absorção dos nutrientes que compõem os alimentos.

Sendo o primeiro momento da digestão, facilitado pela saliva, este é o momento que inicia o processo digestivo dos hidratos de carbono e também aquele que desencadeia os posteriores movimentos orgânicos. (1)

Uma mastigação treinada para ser mais lenta e regular pode melhorar todo o processo digestivo, garantindo ainda um maior prazer sensorial na degustação dos alimentos através da quebra dos alimentos em partículas menores e que melhoram a metabolização da comida no estômago e a absorção dos nutrientes no intestino. (2)
.

Um estudo sobre a absorção de proteína e a mastigação

Focando-se em pessoas que utilizavam dentadura e que, por isso mesmo, adotavam uma forma de mastigação menos eficaz, um estudo tentou compreender de que forma a eficiência da mastigação implicava na digestão de carne e na absorção de proteína.

Segundo o estudo, a forma como a proteína é ingerida é um dos primeiros passos a influenciar a sua rápida absorção, sendo visível, em pessoas que utilizavam dentadura, uma menor capacidade de absorção do nutriente quando comparadas a pessoas com dentição normal e uma mastigação mais eficaz. (3)

Ainda que o seu foco não fosse sobre a síntese proteica muscular, sabendo da relação entre a boa digestão e a absorção rápida da proteína e esta síntese, torna-se possível afirmar que uma mastigação mais eficaz contribua, também, para melhorar a síntese de proteína no músculo, o que torna a mastigação muito importante para os atletas.

Assim, podemos concluir que mastigar de forma incorreta ou ineficaz atrasa o processo digestivo e reduz a absorção de proteína.

Tinha noção da importância da mastigação no processo digestivo? Partilhe a sua opinião com os restantes leitores do 1001 Dietas.

31

No Responses

Write a response