Mudar o plano de treino

Mudar o plano de treino: quando devo fazê-lo?

O treino é muito importante para garantir uma rotina física que permita cumprir os objetivos. Ainda assim, é igualmente importante saber quando precisa de alterar esta rotina. Venha saber, com o 1001 Dietas, quando deve mudar o plano de treino.

A prática de exercício físico é algo que, cada vez mais, faz parte do dia das pessoas ao redor do globo e, apesar de ser uma tendência, o facto é que nem todas as pessoas realizam o mesmo tipo de exercício.

Atividades mais intensas, como o spinning, o HIIT ou o crossfit coexistem com outras, como o running ou o yoga. Da mesma forma, enquanto alguns optam por praticar o seu exercício com um personal trainer, outros preferem as apps para se manterem saudáveis ou o usufruto de ginásios.

Independentemente do tipo e intensidade do treino, no entanto, algo bastante comum é que, com a prática, comecem a surgir questões sobre o dia de pausa ou o próprio plano de treino e a sua alteração.

De facto, a realização de exercício pede que, ao longo do tempo, o plano de treino seja alterado. Isto acontece porque, por um lado, a sua capacidade física aumenta e, por outro, porque pode sentir uma adaptação à rotina e sentir que o próprio treino está a surtir menos efeito.

Venha saber quando deve mudar o seu plano de treino para o tornar mais rentável e adaptado aos seus objetivos.

Mudar o plano de treino

Mudar o plano de treino: a pesquisa

Vários estudos têm sido realizados sobre as alterações nos planos de treino, sendo que existem várias opiniões sobre a periodização da prática física.
Estes estudos consideraram as rotinas imutáveis de treino, as alterações de treino mensais e as alterações diárias das rotinas, para compreender qual destas opções gerava melhores resultados. (1)

A intenção dos estudos era compreender qual a temporalidade que gerava maior ganho de massa muscular e maior perda de gordura corporal.

Num destes estudos, os resultados foram indicadores de que a promoção de exercícios idênticos durante longos períodos de tempo pode gerar uma estabilização que minora a obtenção de resultados, sendo desaconselhado que se pratique sempre a mesma rotina de treino por longos períodos.

Segundo os estudos, o ideal seria alterar a rotina de mês a mês ou a cada mês e meio, nem que esta variação se limite a mudanças no número de repetições (intensificação do treino) ou no tipo de treino praticado (reforçando a musculação ou o cardio). (2)

Como saber que precisa de mudar a rotina de treino

Embora a temporalidade média indicada seja a referida, é necessário considerar que cada atleta tem as suas caraterísticas e necessidades. Além disso, nem todas as pessoas treinam diariamente.
Assim, também pode procurar sinais de que precisa de mudar a rotina de treino. Estes são os principais: (3)

– Não sente qualquer dificuldade na rotina atual;
– O seu ritmo cardíaco não se altera no treino;
– Sente-se aborrecido com a atividade;
– Sente-se estagnado nos resultados;
– Não nota mudanças no seu corpo;
– Não se sente dorido após o treino.

Acha que está no momento de mudar a sua rotina de exercício? Partilhe a sua opinião connosco, aqui no 1001 Dietas.

34

No Responses

Write a response